13
jan
10

Ciência explica diferenças entre homens e mulheres

Adoro escrever. E adoro muito mais escrever sobre assuntos que me interessam. Na Revista Radar desse mês, foi publicada matéria, de minha autoria, sobre a diferença entre os sexos. Motivada pelo o livro suuuper divertido “Por que os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor?”, resolvi tentar esclarecer algumas frustrações destes dois universos sexuais tão distintos.

O livro levanta inúmeros aspectos interessantes e tive que deixar muita coisa de fora. Confira a matéria e fique um pouco mais por dentro das nossas diferenças.

.

Movimentos feministas pregam a igualdade entre os sexos. Mulheres e homens ocupam os mesmos cargos e estão no mesmo nível praticamente em todos os lugares. Mas todo mundo sabe que, bem ou mal, somos diferentes. Os australianos Allan e Barbara Pease, embasados em muita pesquisa, elaboraram um livro e constataram cientificamente alguns aspectos sobre a diferença entre homens e mulheres.

Segundo Allan e Barbara tudo está no cérebro. As diferenças são provenientes da estrutura cerebral. Cérebros de homens são diferentes dos femininos. Essa diferença nos leva aos conflitos e à dificuldade de relacionamento. O entendimento entre homens e mulheres seria uma boa alternativa para substituir as fraquezas individuais pela força coletiva.

.

Desde os primórdios

A evolução de homens e mulheres se deu de forma diferente. No tempo das cavernas homens iam caçar e mulheres ficavam com o grupo. A definição da função masculina era simples: caçador de comida. O homem desenvolveu o senso de direção e a pontaria para atingir a caça. A mulher era uma perpetuadora da espécie. Cuidando de sua família, a mulher tinha a necessidade de aprimorar o senso de direção de curta distância e identificar alteração de comportamento e aparência das crianças e dos adultos. Conseqüentemente, seus corpos e cérebros tomaram rumos diversos, se adaptando às necessidades. Na nossa civilização atual essas regras antigas foram abandonadas, o que ainda tem nos causado grandes confusões e aborrecimentos.

.

As coisas mudam

Atualmente, buscamos em nossos parceiros amor, romance e realização pessoal, o que difere da civilizações pré-históricas. A sobrevivência já não é mais prioridade, já que, em organização, a garantimos com nossos sistemas e instituições.

.

O cérebro

Por muito tempo acreditou-se que as diferenças existiam apenas pelo fato do condicionamento social. As atitudes se justificavam pela influência de pais e professores, que refletem a sociedade em que estão inseridos. Meninas usam rosa e meninos usam azul. Meninas ganham bonecas de presente e meninos ganham carrinhos. Até pouco tempo, acreditava-se que o cérebro humano nascia em branco e que suas influências e convivências imprimiam suas escolhas e pensamentos.

Recentes pesquisas comprovam que os hormônios e o cérebro são os principais responsáveis pelas atitudes e comportamento. “Isso quer dizer que, ainda que criados em uma ilha deserta, sem uma sociedade organizada ou pais que os influenciassem, meninos competiriam física e mentalmente entre eles, formando grupos com uma nítida hierarquia, e meninas trocariam toques e carinhos, se tornariam amigas e brincariam com bonecas”, cita o livro de Allan a Barbara.

.

Conspiração masculina?

Desde os anos 60, inúmeros movimentos tentam convencer a sociedade de que o governo, seitas religiosas e instituições de ensino são os responsáveis pela dominação masculina e pela tentativa de impedimento de mulheres se destacarem. Existe a pregação de que mulheres e homens são idênticos e que tem os mesmos direitos. Porém, é cientificamente comprovado que o funcionamento cerebral de homens e mulheres é diferente.

.

Mulher é um radar

A maioria das mulheres percebe rapidamente quando alguma pessoa não está no seu estado normal. O homem só desconfia quando os sinais são mais evidentes. Isso se explica pelo fato de a mulher possuir habilidades sensoriais mais aguçadas que o homem. A tal “intuição feminina” nada mais é do que a apurada capacidade em detectar mínimas alterações na aparência a no comportamento dos outros.

Através de pesquisa tomográfica, o professor Ruben Gur, neuropsicólogo da Universidade da Pensilvânia, constatou que as mulheres estão constantemente recebendo e analisando informações que chegam do ambiente que as cerca, mesmo em repouso. Por isso, que mulheres sabem muito mais sobre seus filhos do que seus esposos.

.

Campos visuais diferentes

Comprovadamente, a mulher tem uma maior capacidade em detectar e descrever cores. Além disso, ela possui uma visão periférica muito mais abrangente que a do homem e uma excelente percepção de objetos em curta distância. Os olhos do homem são maiores que os da mulher, e o cérebro masculino é configurado para uma visão a longa distância. Isso explica porque o homem tem facilidade em encontrar caminhos e dificuldades em encontrar coisas em uma gaveta.

Para Allan e Barbara “a vida da mulher é muito menos estressante quando ela entende a dificuldade que o homem tem de enxergar a curta distância. Por outro lado, quando uma mulher diz ‘Está no armário!’, é melhor o homem acreditar e continuar procurando.”

Esse campo visual mais amplo das mulheres explica o motivo por serem raramente surpreendidas observando outro homem. Já o homem, é sempre acusado de “devorar com os olhos”. Pesquisas comprovam que mulheres observam tanto o sexo oposto quanto os homens, porém, a visão periférica feminina a impede de ser percebida. O homem tem a necessidade de movimentar a cabeça, diferentemente da mulher.

.

Homens tem dificuldades de mentir para as mulheres

Em uma conversa frente a frente, os sinais não verbais correspondem por 60 a 80% do impacto da mensagem. Paras as palavras restam de 7 a 10%. Por possuir um equipamento sensorial de alta qualidade, a mulher percebe com maior eficiência sinais visuais e verbais. É por isso que homens tem dificuldade de mentir para uma mulher em uma conversa cara a cara.

Como a mulher sabe perceber estes sinais, fica mais fácil de mentir, porque o homem, em sua maioria, não possui sensibilidade suficiente para notar a diferença.

.

Homens são insensíveis?

Como no mundo feminino a percepção é muito mais desenvolvida, elas esperam que os homens também sejam capazes de ler seus sinais de linguagem verbal, vocal e corporal e adivinhar seus desejos, tal como faria outra mulher. Pela origem e evolução da espécie humana, isso não é possível. A mulher acredita que um homem será capaz de descobrir o que ela quer ou precisa e, quando isso não acontece, o considera insensível. Já o homem, sem entender, explica que não é obrigado a ter pensamentos. Homens não são bom “leitores de mentes”, mas com treino é possível melhorar.

.

Cérebros masculinos programados para se concentrar em uma atividade específica

A mulher consegue fazer várias coisas ao mesmo tempo. O homem não. Segundo Barbara e Allan isso não é mito. Cérebros femininos diferem de masculinos. O cérebro do homem é compartimentado e configurado para se concentrar em uma atividade específica. Por isso que ele não consegue fazer várias coisas ao mesmo tempo. Já o cérebro feminino é programado para realizar múltiplas tarefas, o que facilita atender a um telefonema enquanto executa uma receita e assiste televisão.

A mulher utiliza os dois lados do cérebro ao mesmo tempo, o que diminui o senso de direção, demorando mais para definir direita de esquerda. No caso do cérebro masculino, é utilizado um lado de cada vez, o que facilita a identificação. Esse fato contribui para a reclamação de que mulheres não sabem o que é “direita” e o que é “esquerda”.

.

Homens fazem sexo e mulheres fazem amor mesmo?

Existe uma certa convenção de que homens fazem sexo e mulheres fazem amor. Na opinião de muitos jovens, esta questão é relativa. É o caso da professora Vanessa Janaína Musskopf, de 23 anos, moradora do bairro Teutônia. “Acredito que hoje em dia esta afirmação se torna um tanto preconceituosa, pois existem muitos homens que não fazem sexo só por prazer e sim por envolver sentimento”, diz Vanessa. Segundo ela, este conceito é proveniente de um passado, em que “homens apenas tinham o dever de ser o chefe de família e a mulher deveria ser submissa e criadora de seus filhos. Segundo ela, “hoje em dia não está mais assim, tanto homens como mulheres são capazes sim de amar”.

Já para Marcos Augusto Grave, escrevente, 20 anos, morador do bairro Languiru, hoje em dia são poucas as pessoas – mulheres e homens – que vêem a relação sexual como amor. “Na minha opinião, ambos podem fazer amor e sexo, dependendo apenas da relação efetiva que existe entre os companheiros”, diz Marcos.

Um estudo do Kinsey Institute demonstrou que 37% dos homens pensam em sexo a cada 30 minutos. Apenas 11% das mulheres apresentam a mesma freqüência. O nível constantemente alto de testosterona no homem é o responsável: ele está sempre interessado e pronto para o sexo.

O apetite sexual é resultado de um coquetel de hormônios comandados pelo cérebro. A testosterona é a principal responsável pelo que pode ser chamado de disposição para o sexo. Existe uma certa razão na afirmação de que o sexo está na cabeça. Na mulher, fatores psicológicos, como intimidade, confiança e afinidade se juntam para criar as condições que levam o cérebro a liberar o coquetel de hormônios. No homem, o coquetel está sempre a postos – a qualquer hora, em qualquer lugar.

Dificilmente a mulher feliz no casamento terá um caso fora dele, mas para o homem é uma situação comum. Mais de 80% dos relacionamentos acabam por iniciativa da mulher. Isso acontece, devido ao fato de que quando ela percebe que a relação é somente física, na maioria das vezes, desiste. O cérebro masculino, dividido em compartimentos, vê uma coisa de cada vez: isola amor e sexo e lida com cada um em separado. O homem se satisfaz com um relacionamento baseado em forte atração física.

A localização do amor no cérebro ainda não está bem definida, mas os estudos mostram que no cérebro feminino existe uma rede de conexões entre o centro do amor e o centro do sexo, sendo que o primeiro tem que ser ativado antes do segundo. No cérebro masculino, parece não haver essas conexões, facilitando a separação entre amor e sexo.

Segundo o livro de Barbara e Allan, Para o homem, sexo é sexo e amor é amor. “Às vezes, os dois acontecem juntos. Quando a mulher descobre que seu companheiro tem um caso com outra, a primeira pergunta é: ‘Você ama aquela mulher?’ Se o homem responde que foi apenas atração física, é provável que esteja dizendo a verdade. O cérebro feminino não tem estrutura para entender ou aceitar uma resposta dessas. Para a mulher, sexo e amor andam juntos, e pior do que o ato sexual em si é o rompimento do contrato emocional e da confiança que tinha nele. Se ela tiver um caso e disser que não significou nada, provavelmente estará mentindo. Quando a mulher vai para a cama com um homem é porque tem uma ligação emocional com ele. Atenção: como sempre, estamos falando da maioria.”

.

Empatia pode ser a solução

Ambos os sexos devem ser iguais em relação aos direitos, deveres e oportunidades de desenvolvimento de suas potencialidades. E esta, segundo Allan e Barbara, é uma questão política e moral. A inexistência de identidade entre homens e mulheres é uma questão científica. “As diferenças entre os cérebros de homens e mulheres estão perfeitamente claras, acima de qualquer especulação, preconceito ou dúvida razoável”, cita o livro.

O entendimento entre ambos pode solucionar certos conflitos. Colocar-se no lugar do parceiro e principalmente entender os motivos pelos quais somos diferentes é fundamental. Cabe a nós aprendermos a lidar com as situações. Como diz Marcos, “o mais interessante nessas diferenças é que podemos aprender uns com os outros, procurando ser um ser humano mais completo.”

About these ads

10 Responses to “Ciência explica diferenças entre homens e mulheres”


  1. 16 de junho de 2010 às 08:12

    Gostei muito de seus comentarios!sou uma aluna do ensino medio e estava pesquisando exatamente sobre isso,continue asim que voçe terá sucesso! um grande abraço Amanda

  2. 7 de julho de 2011 às 15:46

    Parabéns pelo ótimo texto e site.
    As diferenças fisiológicas entre homens e mulheres são gigantescas, e devem ser respeitadas.
    Quanto a agir de determinada forma, acho que é questão de aprendizado, como um piloto (de qualquer sexo) que é condicionado a agir em segundos em caso de acidente ou um jogador de baseball, que tem de movimentar o corpo antes de o arremessador lançar a bola, senão não dá tempo d acertá-la.
    O medo exagerado que a maioria das mulheres possui de ratos, baratas e aranhas tem uma explicação evolutiva: enquanto os homens caçavam e elas ficavam na caverna cuidando dos filhos, tinham de evitar estes animais, que se alimentavam de restos de comida e eram vetores de doenças.
    As mulheres que aprenderam isso passaram sua carga genética adiante e aqui estamos nós.
    Quanto ao fato das mulheres conseguirem disfarçar quando estão olhando um homem com interesse, isso é relativo, e todas elas usam, sem exceção, a clássica mexida no cabelo, seja para olhar ou para ver se está sendo olhada.
    Valeu e até a próxima.

  3. 5 Creuza Nogueira Penido Martins
    10 de junho de 2012 às 10:00

    Parabéns pelo trabalho. Excelente! Eu estava procurando suporte para uma palestra que farei tendo como auditório, uma turma de adolescentes, achei basicamente tudo o que precisava. Continuo defendendo que homens e mulheres se completam desde que se “conheçam” e se respeitem.

  4. 6 de julho de 2012 às 06:04

    Se a mulher fosse realmente mais inteligente que o homem, no mundo cientifico elas seriam a maioria, mas não são!!
    A mulher ela tem mais sensibilidade sim. mas não concordo que mulher faz sexo só com amor.
    A minha opinião é mesma de muitos homens e mulheres.
    Isso é papo furado que mulher só faz sexo quando ama. É um daqueles papos que não deveriam existir. Mulher transa quando sente tesão, vontade, desejo — igualzinho aos homens. Mulheres buscam prazer e não deveriam ter nenhuma vergonha disso.

  5. 7 Jefferson Figueiredo
    9 de outubro de 2012 às 20:06

    Já li este livro e adorei, tem embasamento científico. Mas neste seu artigo existe uma certa inclinação para o FEMINISMO, por mais que não se admita… rs

  6. 8 Domingos samuel songuíle
    9 de novembro de 2012 às 08:51

    Gostei muito deste grandes diferenças entre homen e mulher agora sei muitas coisas sobre o mundo feminino e masculino. Muitas das vezes fiquei chateado com minhas irmãs mas agora as entendo.
    Se os objectivo e as idéias forem iguais o mundo não teria graça nenhoma. Só mais uma pergunta: porque os homens por muitas das vezes não valorizam uma mulher. Será que faz parte do mundo masculino?

  7. 9 Edu
    16 de maio de 2013 às 04:25

    Se o autor do texto não é tendencioso(a) utilizou fontes tendenciosas. Não está errada a explicação de que mulheres percebem mais de perto e homens mais de longe. Mas não uma diferença de capacidade de visão, e sim uma diferença de foco. Homens estão focados na essência das coisas, mulheres na aparência. Uma mulher e um homem observam num quarto durante 2 seg. A mulher irá notar coisas, objetos, enfim, detalhes. O homem irá observar o aspecto geral, irá imaginar o tipo de vida que aquele ambiente abriga.
    Visão periférica, é outro exemplo. O homem vira a cabeça para olhar uma mulher porque ele é visual, ele quer ver detalhes. A mulher usa a visão periférica pois para ela só interessa o jeito, a pessoa, e não detalhes que para ela não tem importância, quanto a largura do peitoral do homem. Mas os dois possuem visão periférica, de outro modo não haveria como explicar o melhor desempenho dos homens em diversos esportes que exigem essa habilidade, como pilotagem.
    Enfim, tudo o que foi dito, poderia ser dito de forma menos tendenciosa ao ego feminino, mas as fontes desse tipo de “informação” hoje em dia são principalmente mulheres, feministas, sexólogas, psicólogas e afins.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: