21
jan
13

A Dama de Ferro

the-iron-lady-pic03Assisti ontem ao fascinante filme Dama de Ferro, que conta a história da Primeira-Ministra britânica Margareth Tatcher (Meryl Streep). O longa descreve como Tatcher adquiriu o status de verdadeira dama de ferro na mais alta esfera do poder britânico. Ela enfrentou vários preconceitos na função que exercia no Reino Unido, em um mundo até então dominado por homens. Durante a recessão econôminica causada pela crise do petróleo no fim da década de 70, a líder política tomou medidas impopulares, visando a recuperação do país. Seu grande teste, entretanto, foi quando o Reino Unido entrou em conflito com a Argentina na conhecida e polêmica Guerra das Malvinas.

Mais do que isso, e apesar da austeridade de Tatcher, abdicação dos filhos e de defender o neoliberalismo, a película me chamou a atenção, principalmente pelo seguinte trecho:

Margaret – Sabe, um dos maiores problemas da nossa geração é sermos governados por quem liga mais para sentimentos do que para pensamentos e idéias. Pensamentos e idéias me interessam. Pergunte o que eu estou pensando.

Doutor – No que está pensando, Margaret?

Margaret – Cuidado com seus pensamentos, podem se tornar palavras. Cuidado com suas palavras, podem se tornar ações. Cuidado com suas ações, podem se tornar hábitos. Cuidado com seus hábitos, podem se tornar seu caráter. E cuidado com seu caráter, ele pode se tornar seu destino. Nós nos tornamos o que pensamos.

Recomendo!

Anúncios

0 Responses to “A Dama de Ferro”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: